Adultos: vacinas recomendadas dos 20 aos 59 anos.

Tempo de leitura: 5 minutos

Calendário de vacinação para adultos
Vacinas para adultos – calendário de vacinação da Sociedade Brasileira de Imunização

É muito comum encontrar adultos que não sabem que ainda precisam ser vacinados. Como o calendário vacinal infantil é muito intenso e a saúde só volta a ficar mais frágil na terceira idade ou em casos especiais de saúde, a maioria das pessoas negligencia a imunidade na fase adulta, achando que não é necessário.

Porém, atualizar as vacinas na fase adulta é importante porque, além de se proteger, a vacina também evita a transmissão para outras pessoas que não podem ser vacinadas. Imunizados, familiares podem oferecer proteção indireta a bebês que ainda não estão na idade indicada para receber algumas vacinas, além de outras pessoas que não estão protegidas. Além disso, se as vacinas não foram tomadas corretamente durante a infância e adolescência, essa é a chance de colocá-las em dia.

Veja lista de vacinas disponibilizadas para adultos de 20 a 59 anos:

Febre amarela:

Nos últimos dois anos, alguns órgãos públicos vêm chamando a atenção para uma possível terceira onda de surto de febre amarela no Brasil. Os alertas costumam surgir durante o verão, pois é época de reprodução do mosquito que transmite a doença. Mas você pode curtir o verão sem medo, se tomar as vacinas contra a febre amarela!

Ela deve ser tomada na infância, mas como não há consenso sobre a duração da proteção dessa vacina, uma dose de reforço passou a ser exigida para quem tomou a vacina antes dos 5 anos de idade. Viajantes internacionais também devem tomar uma dose no mínimo 10 dias antes da viagem, pois alguns países pedem a apresentação do Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP), emitido por entidades públicas ou particulares habilitadas para isso. Se você ainda não se vacinou, deve fazê-lo o mais breve possível!

Hepatite B:

A Hepatite B é uma infecção sexualmente transmissível (IST) que atinge o fígado e pode passar anos sem apresentar sintomas. Ela pode evoluir para hepatite crônica, cirrose hepática e até câncer de fígado. Para prevenir-se, além de estar sempre com uma camisinha no bolso, o ideal é tomar a vacina.

Para crianças mais velhas, adolescentes e adultos (não vacinados no primeiro ano de vida), recomenda-se três doses com intervalo de um mês entre primeira e a segunda e de cinco meses da segunda para a terceira.

Tríplice Viral

Previne contra caxumba, sarampo e rubéola. Para ser considerado protegido, todo indivíduo dever ter tomado duas doses na vida, com intervalo mínimo de um mês, aplicadas a partir dos 12 meses de idade. Para crianças mais velhas, adolescentes e adultos não vacinados ou sem comprovação de doses aplicadas, são recomendadas duas doses com intervalo de um a dois meses entre os 20 a 29 anos e dose única entre os 30 e 39 anos. A Sociedade Brasileira de Imunizações recomenda 2 doses dessa vacina para quem tem até 59 anos de idade.

Tríplice bacteriana

Criada para proteger contra difteria, tétano e coqueluche, é necessário ser tomada a cada 10 anos. Existem dois tipos de vacina Tríplice Bacteriana para adultos:

  • dTpa: é uma vacina acelular (menos chances de reações adversas) destinada a adultos. Pode ser usada para a dose de reforço prevista para os 4-5 anos de idade e para as doses de reforço na adolescência, vida adulta e terceira idade. Só é encontrada em clínicas particulares ou no SUS para gestantes.
  • dTpa-VIP: também destinada a adultos, inclui a proteção contra poliomielite (VIP). Substitui a vacina dTpa isolada no esquema de doses e é alternativa para viajantes com destinos às áreas de risco para poliomielite. Encontrada apenas em clínicas particulares de vacinação.

Pneumocócia 23-valente (VPP23):

Previne doenças causadas por 23 tipos de pneumococos (causador da pneumonia, meningite, otite e outras). Indicada principalmente para adultos com risco maior de desenvolver doença invasiva por pneumococo. Recomenda-se a combinação da VPP23 com a VPC13. Idealmente, deve-se iniciar o esquema com a aplicação de vacina pneumocócica conjugada (VPC10 ou VPC13) e aplicar uma dose da VPP23 seis a doze meses depois da dose da vacina conjugada, e outra cinco anos após a primeira dose de VPP23.

Vacinação incompleta:

Para os adultos com vacinação incompleta na infância ou adolescência, as seguintes vacinas devem ser atualizadas:

  • Hepatite A (2 doses com 6 meses de intervalo), Hepatite B ou Hepatite A+B (três doses com intervalo de um e seis meses entre si – esquema 0-1-6);
  • HPV: disponível para homens adultos até os 26 anos e mulheres adultas até os 45. Para maiores de 15 anos, deve ser tomada em três doses: a segunda, um a dois meses após a primeira, e a terceira, seis meses após a primeira dose (0 – 1 a 2 – 6 meses);
  • Meningocócicas conjugadas ACWY/C: uma dose. O reforço pode ser indicado por um médico dependendo da situação epidemiológica;
  • Meningocócica B: Duas doses com intervalo de um a dois meses. A indicação dependerá da situação epidemiológica;
  •  

 Pneumocócica 13 valente:

Deve ser tomada em dose única para àqueles nunca vacinados. Especialmente indicada para adultos que possuem risco maior de desenvolver doença invasiva pelo pneumococo. O esquema de vacinação  preconiza dose única para adultos.

Varicela:

Deve ser tomada por aqueles que não a  tomaram na infância ou adolescencia , no esquema de duas doses com intervalo de 1 a 2 meses entre elas.

Influenza( gripe):

Deve ser tomada anualmente,  na época de sazonalidade do vírus. Recomendada pela Sociedade Brasileira de Imunizações para maiores de 6 meses , sem limite de idade.

Dengue:

Indicada para pacientes que já apresentaram essa doença anteriormente. Previne contra a própria doença em torno de 65% e para casos graves que necessitam de hospitalização , em até 85%. Indicada a  partir de 9 anos de idade até 45 anos, sendo esquema preconizado de 3 doses  com intervalo de 6 meses entre elas.

Todas as vacinas são recomendadas pela Sociedade Brasileira de Imunização (@SBIm_nacional) e estão disponíveis na Imunocamp!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *