A saúde do homem e as vacinas!

Tempo de leitura: 5 minutos

Saúde do homem e as vacinas
Saúde do homem e as vacinas!

Sabe-se que existe maior morbimortalidade entre homens de 20 a 59 anos, porque os homens estão envolvidos na maioria das situações de violência;  abuso de álcool e outras drogas com maior frequência; estão mais expostos aos acidentes de trânsito e de trabalho; hesitam em procurar os serviços de saúde e quando procuram não seguem os tratamentos recomendados”.

A frase acima consta entre as considerações finais da publicação “Perfil da morbimortalidade masculina no Brasil”, de 2018, do Ministério da Saúde. O documento reúne dados das principais causas que levam homens à internação (morbidade) ou à morte entre 2009 e 2015. Veja os principais dados:

5 principais causas de morbidade (internações) entre homens:

  1. Causas externas: traumatismo intracraniano, lesões em outras partes do corpo e envenenamento;
  2. Doenças do aparelho digestivo: hérnia inguinal, colelitíase, colecistite e doenças do apêndice;
  3. Doenças do aparelho circulatório: insuficiência cardíaca e infarto agudo do miocardio;
  4. Doenças infecciosas e parasitárias: HIV, dengue e gastrointerite;
  5. Doenças do aparelho respiratório: pneumonia, asma e bronquite;

5 principais causas de mortalidade entre homens:

  1. Causas externas: armas de fogo, objetos perfurocortantes e acidentes de trânsito;
  2. Doenças do aparelho circulatório: infarto agudo do miocárdio e AVC;
  3. Neoplasias: câncer de pulmão, estômago e esôfago;
  4. Doenças do aparelho digestivo: doença alcoólica do fígado e fibrose e cirrose hepática;
  5. Doenças infecciosas e parasitárias: HIV e tuberculose;

Ao analisar os dados do documento, grifamos algumas doenças que são preveníveis por vacinas! Ao aumentar a imunidade dos homens contra essas doenças específicas, as estatísticas de morbimortalidade masculina podem mudar. Abaixo, conheça algumas dessas vacinas:

Dengue

Licenciada para adultos de até 45 anos, a vacina contra a dengue é indicada apenas para pacientes que já apresentaram essa doença anteriormente ou para indivíduos soropositivos. Deve ser tomada em três doses, com seis meses de espera entre elas (esquema 0-6-12 meses).

Vacinas pneumocócicas (VPC13 e VPP23)

A bactéria pneumococo é uma das principais causas de pneumonia em homens. Três vacinas previnem as infecções dessa bactéria: a vacina pneumocócica conjugada 10-valente( VCP10), 13-valente(VCP13) e polissacaridica 23-valente ( VPP23). O número se refere à quantidade de pneumococos que ela previne.

Enquando a 10-valente é usada no sistema público de saúde para crianças, a 13-valente e a 23-valente só são encontradas em clínicas particulares e são usadas na vacinação em todas as idades, de forma combinada quando necessário.

A vacinação em homens adultos com VPC13 fica a critério médico. O esquema combinado de VPC13 e VPP23 é recomendado rotineiramente para indivíduos com 60 anos ou portadores de algumas comorbidades.

Hepatite B

É uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) transmitida pelo vírus VHB, que tem predileção por infectar os hepatócitos, as células do fígado. Uma pessoa infectada por ele pode desenvolver hepatite aguda, hepatite crônica (ou ambas) e hepatite fulminante,  e depois de alguns anos, pode evoluir para um câncer de fígado oucirrose (uma das principais causas de morte entre homens).

O vírus VHB está presente no sangue, na saliva, no sêmen e nas secreções vaginais da pessoa infectada. Por isso, pode ser transmitido pelo sexo, transfusões de sangue, da mãe para o bebê na gravidez ou parto, ou através de agulhas, seringas e instrumentos de manicure, pedicure e colocação de piercing infectados.

Contra a doença existe a vacina isolada para Hepatite B e a vacina combinada contra hepatite A+B. Veja o esquema de vacinação:

  • Hepatite B: ao nascer e aos 2, 4 e 6 meses (a dose do 4º mês pode ser substituída pela vacina pentavalente);
  • Hepatite A+B: três doses, no esquema 0-1-6 meses (é comumente usada em pacientes que não se vacinaram na infância).

BCG

A vacina do Bacilo Calmette–Guérin (BCG) é uma das primeiras vacinas da vida, pois deve ser tomada nas primeiras 12h após o nascimento. Ela é importante na prevenção de meningite tuberculosa e tuberculose miliar.

A tuberculose é famosa pelas tosses acompanhadas de sangramento, e também pode causar falta de ar, febre, fraqueza e falta de apetite, e o tratamento é longo, podendo chegar até seis meses.

A recomendação é tomar a vacina nas primeiras 12h, mas caso não tenha sido possível por qualquer motivo, a dose única da BCG pode ser tomada até antes dos 5 anos de idade. Pessoas de qualquer idade que convivem com portadores de hanseníase (lepra) também possuem indicação para tomar a vacina.

Outras vacinas

Essas quatro vacinas, juntas, podem prevenir algumas das principais doenças responsáveis pela morbimortalidade masculina. Porém, outras vacinas também são recomendadas especialmente para os homens. Saiba quais são:

Todas as vacinas são recomendadas pelos principais órgãos de saúde e estão disponíveis na Imunocamp!

Fontes: “Perfil da morbimortalidade masculina no Brasil”, do Ministério da Saúde; Portal SBIm Família, Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Site Dráuzio Varella e Portal Minha Vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *