Saúde na terceira idade: Mantenha a vacinação em dia

Tempo de leitura: 4 minutos

A vacinação de idosos necessita de maior atenção e cuidados para manter a saúde em dia.

A saúde em qualquer época da vida precisa de atenção, mas há um grupo que necessita de um cuidado especial. Os idosos, estes precisam sempre de cuidados direcionados, e estar sempre em alerta com a vacinação. Pois nesta fase da vida a imunidade encontra-se mais debilitada.

Seu sistema imunobiológico esta mais debilitado, a quantidade de anticorpos produzidos não é a mesma de quando eram jovens. Desta maneira acabam ficando mais suscetíveis a doenças, tornando a necessidade do calendário de vacinas estar sempre em dia.

A vacina para a terceira idade se trata de um reforço para o sistema imunológico, que já não produz mais a mesma quantidade de anticorpos como antes na juventude.

Mas existem certas contra indicações para quando e como as vacinas devem ser administradas. Elas devem ser tomadas sempre com a indicação de um médico, que irá verificar a saúde do paciente, fazer uma avaliação das vacinas anteriores e o estado da imunidade.

Existem vacinas que não devem ser tomadas por todos os idosos, devido a possíveis efeitos colaterais. Por isso a importância de sempre verificar com o médico pessoal, e ver se há a necessidade de tomar a vacina naquele momento.

VACINAS QUE DEVEM SER TOMADAS PELOS IDOSOS

Conheça as vacinas que são indicadas para as pessoas acima de 60 anos.

  1. Vacina Influenza (gripe):  A vacina contra a gripe (influenza) deve ser tomada anualmente. Preferencialmente antes do outono, época em que os microrganismos começam a circular e os riscos de infecções aumentam.
  2. Vacina Pneumocócica (VPC13) e (VPP23): Esta vacina previne infecções geradas pela bactéria causadora da Pneumonia, além de outras doenças como Meningite e Bacteremia. O esquema vacinal deve ser iniciado, preferencialmente, com anti pneumocócica 13 valente, seguida de reforço com a pneumocócica 23 valente – 6 e 12 meses após a dose de anti pneumocócica 13 valente.
  3. Vacina  Febre Amarela: A vacina contra a febre amarela deve ser tomada também por idosos não imunizados. Depois de avaliado seu estado imunológico e após verificar seu estado clínico por médico ou agente da saúde.
  4. Vacina Meningocócicas Conjugadas: Deve ser tomada em caso de viagens para regiões de risco, ou em surtos da doença. E administrada em uma dose, ou reforço caso necessário.
  5. Vacina Herpes Zóster: A vacina para a Herpes Zóster é indicada para todos acima dos 60 anos, em dose única. Em casos de já ter apresentado a doença, deve-se aguardar um ano para que a vacina possa ser aplicada. Atualmente, é contra indicada para aqueles que já apresentaram herpes zoster oftalmológico, que apresente doença ou tome medicamentos que enfraqueçam o sistema imunológico.
  6. Vacina Tríplice Bacteriana (Tétano, Difteria e Coqueluche): O reforço da vacina contra o tétano é aplicada de 10 em 10 anos, para aqueles que foram vacinados na infância. O reforço com a difteria e coqueluche também é importante tanto para proteção individual, quanto para proteger os bebês, em casos de convivência com menores de 01 ano.
  7. Vacina Tríplice Viral (sarampo, caxumba e rubéola): Essa vacina deve ser tomada apenas em caso de surtos, viagens para regiões com a doença. E por pessoas que nunca foram infectadas, ou nunca receberam as duas doses durante a vida.
  8. Vacina Hepatites A e B: As vacinas contra as hepatites A e B podem ser tomadas juntas ou separadas. E devem ser tomadas por aqueles que não possuem imunidade contra essas doenças, nunca foram vacinadas ou não possuem registros. A vacina combinada ou apenas a da hepatite B deve ser tomada em 3 doses. No caso da hepatite A, ela deverá ser tomada após avaliação sorológica para atestar a falta de imunidade, ou em surtos da doença.

Veja o Calendário completo de vacinação para Idosos

A Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) alerta para que os idosos estejam vacinados. Muitos são infectados porque acreditam que a vacinação é necessária apenas na infância, e deixam de tomar as outras doses necessárias. Esse cuidado resulta em controle melhor de problemas de saúde, e necessidade de hospitalizações.

Fonte: https://sbim.org.br/images/calendarios/calend-sbim-idoso.pdf 

http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/vacinacao/calendario-vacinacao

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cart_vac.pdf

http://www.blog.saude.gov.br/index.php/perguntas-e-respostas/53294-10-mitos-sobre-vacinacao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *