Meningite ACWY: adultos também correm risco?

Tempo de leitura: 4 minutos

Meningite em adultos também pode ocorrer, na imagem um adulto sendo imunizado!
Vacinação em adultos contra a meningite ACWY

A meningite é uma preocupação constante para mães e pais, uma vez que as crianças de até 5 anos são as principais vítimas dessa doença inflamatória que afeta as membranas da medula espinal e do cérebro. Porém, a meningite também pode ser contraída por adultos, especialmente aqueles que possuem doenças associadas a imunodepressão e outros fatores de risco.

Antes de falar sobre eles, é preciso esclarecer que existem dois tipos principais de meningite: a viral e a bacteriana. Quando a doença é causada pelo vírus (o que é mais comum), o tratamento muitas vezes é dispensado pelo médico, já que a meningite viral costuma ter resolução espontânea dentro de um período de 10 dias a duas semanas.

Já quando é uma bactéria que causa a doença, o quadro é mais grave, apesar de ser mais raro. A meningite pode ser causada por diversos sorogrupos de bactérias, como A, B, C, W e Y. Cada tipo de bactéria pode causar uma infecção de gravidade diferente, e sua incidência varia conforme a região do país.

Como a meningite é transmitida?

A forma de transmissão mais comum das bactérias causadoras da meningite são as secreções respiratórias, como tosses e espirros, além da saliva. Por isso, o convívio próximo com pessoas em ambientes fechados facilita a transmissão da doença. Também é recomendado evitar o compartilhamento de itens, como copos, talheres ou mesmo cigarros.

Mesmo adultos que já tomaram vacina para meningite na infância podem contrair a doença. Isso porque, entre as várias vacinas disponíveis para prevenção, muitas exigem mais de uma dose e deve ser reforçada depois de alguns anos. Porém, a imunização incompleta é comum. Em 2018, o índice de adolescentes que não haviam tomado o reforço da vacina chegou a 40%.

Segundo o Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês), cerca de uma em cada dez pessoas (dependendo da idade, até mais) é portadora do meningococo no nariz ou na garganta, sem apresentar qualquer sintoma.

Fontes: CDC e OMS (último acesso em 06/07/17)

Alguns fatores de risco podem levar adultos a contrair a doença.

Fatores de risco, veja quais são eles:

  • A ausência de baço ( indivíduos que necessitaram de cirurgia , ou portadores de hemoglobinopatias que resultam em acometimento funcional do baço);
  • portadores de imunodeficiência primária ou adquirida ou que necessitam do uso de substancias imunossupressoras, são um grupo de alto risco para desenvolver doença meningocócica.
  • Certas regiões da África também são altamente endêmicas sendo altamente recomendável a vacinação independente da faixa etária.
  • Conviver em ambientes fechados e com grande concentração de pessoas também torna mais fácil a transmissão;

Prevenção

Existem várias vacinas que combatem os vários tipos de meningite como a vacina anti Haemophilus Influenzae Tipo B, anti Pneumocócica e a Meningocócica C Conjugada, elas são comumente oferecidas pela rede pública de saúde. Já a vacina meningocócica B e a Meningocócica Conjugada Quadrivalente (ACWY)  são oferecidas por clínicas de vacinas particulares.

Por oferecer uma proteção mais completa aos diversos tipos de meningite, a vacina ACWY é recomendada pela Sociedade Brasileira de Pediatria e pela Sociedade Brasileira de Imunizações.

Doses
A recomendação de doses e reforços varia de acordo com a idade:

  • Em crianças, a vacina para meningite ACWY deve ser aplicada em duas doses no primeiro ano de vida: aos 3 e  5 meses.
  • O reforço deve acontecer aos 12 meses, 5 anos e 11 anos de idade;
  • Em adolescentes que nunca receberam a vacina antes, são indicadas duas doses com intervalo de 5 anos entre elas;
  • Já em adultos, o ideal é uma aplicação única da vacina ACWY.
  • A vacina anti meningite B , pode ser aplicada a partir de 2 meses de vida, recomendada pelo calendário da Sociedade Brasileira de Imunizações aos 3 e 5 meses , com reforço após 1 ano de vida.
  • Para crianças e adultos acima de 2 anos de idade serão necessárias 2 doses da vacina anti meningite B, com intervalo de 1 ou 2 meses entre as doses .

fonte : https://familia.sbim.org.br/doencas/doenca-meningococica-dm

foto por CDCUnsplash

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *